Remédio para Candidíase na Boca (oral), Tratamento Certo

Nós, seres humanos estamos constantemente sujeitos a diversos tipos de infestações causadas por micro-organismos que geralmente já fazem parte de nossa vida, habitando a região do maior órgão do corpo, nossa pele. Desde infestações mais brandas, fáceis de serem tratadas até aquelas mais severas quando é necessário um tratamento mais intensivo, ninguém está livre delas.

Tudo isso acontece, principalmente quando o sistema de defesa de nosso organismo se encontra com alguma debilidade e, por isso, não consegue resistir ao ataque desses micro-organismos que por conta de uma proliferação, causam as infestações.

Entre as vítimas mais buscadas pelos agentes agressores, encontramos os bebês, que ainda não tem o sistema de defesa do corpo bem desenvolvido e, por isso, facilmente podem apresentar a presença de candidíase na boca, um problema que garante muito desconforto para a criança que não sabe o que está acontecendo.

Por isso, até mesmo para ajudar os pais inexperientes, vamos agora falar um pouco sobre as opções em remédio para candidíase na boca que os pediatras costumam recomendar para o tratamento. Aproveite para conferir também alguns comentários mais sobre esse tipo de infestação que também pode ocorrer entre o público adulto.

Significado Candidíase Oral

Denomina-se Candidíase Oral, uma infecção provocada pela infestação de fungos Candida Albicans na cavidade bucal. Um problema bastante frequente nos bebês, também as crianças e adultos podem se tornar vítimas, desde que o sistema imunológico se encontre debilitado por conta de uma gripe, ou outras doenças crônicas.

Apesar de ser um habitante sempre presente em nossa pele, também existe a possibilidade de uma infestação provocada por outras pessoas que já se encontram com a infestação. Para que isso aconteça, basta um simples beijo ou então um contato íntimo.

A Candidíase Bucal, apesar dos transtornos que apresenta, é uma doença que tem cura, desde que não demoremos para buscar por ajuda médica e usar os medicamentos recomendados.

Como se da a transmissão na boca

Em geral, a candidíase na boca é transmitida pelo beijo, como já temos mencionado, especialmente quando se trata do público adulto e, nesse caso, ainda podemos citar como forma de transmissão para os homens, o contato sexual oral quando a mulher se encontra infectada com a candidíase vaginal, provocada com o mesmo fungo Albicans.

Além disso, existem alguns fatores que podem contribuir com esse tipo de infestação, tais como:

  • Hábito de fumar – os efeitos nocivos do cigarro contribui para debilitar o sistema de defesa do corpo e também a cavidade bucal fica mais susceptível às infestações dos fungos.
  • Falta de uma higienização adequada da boca – uma porta aberta para favorecer a infestação de micro-organismos diversos.
  • Uso de próteses ou dentaduras mal instaladas na boca também favorecem a proliferação de fungos, pois estas dificultam a higienização da boca.
  • Medicação com corticosteroides – estes medicamentos favorecem as infestações, pois debilitam o sistema de defesa do corpo.
  • Tratamentos com Quimioterapia ou Radioterapia.
  • Tratamentos com alguns tipos de antibióticos.

Sintomas Observados em adultos

Entre os sintomas da Candidíase Bucal que os adultos podem apresentar estão:

  • Presença de caroços ou aftas na língua ou na bochecha,
  • Presença de placas esbranquiçadas na boca, na língua e até mesmo na garganta,
  • Sensação de ardência na boca,
  • Dificuldades para engolir – nesse caso quando a infestação já se estendeu até o esófago.

Candidíase na Boca do Bebê

A presença de uma infestação por candidíase na boca do bebê é mais frequente, pois infelizmente eles são mais susceptíveis aos agentes infecciosos pelo fato de ainda não possuírem o sistema imunológico totalmente desenvolvido. Além disso, quando a criança não é amamentada pela mãe, os riscos são ainda maiores, pois o próprio leite materno ajuda a proteger o bebê dessas infestações.

A Candidíase no bebê é caracterizada pela presença de pequenos pontos brancos sobre a língua ou nas bochechas que podem ser confundidos com restos de leite na boca da criança. A exemplo do que acontece com os adultos, também as crianças apresentam muito desconforto e isso, compromete o seu bem estar, pois fica difícil para se alimentar.

Com respeito a maneira de se contrair a infestação, quando se trata de bebês, podemos considerar a possibilidade de a mãe estar contaminada com a candidíase vaginal e, com isso, a contaminação pode passar para o bebê no momento do parto. Além disso, a contaminação pode acontecer por conta da higienização inadequada do bico da mamadeira ou da própria chupeta que a criança usa.

Em situações em que o bebê precisa ser medicado com antibióticos, estes também podem favorecer para enfraquecer a flora bucal da criança e promover a infestação

Sintomas no Bebê

Alguns dos sintomas da Candidíase Oral nos bebês são:

  • Aparecimento de pequenos pontos brancos ou placas na boca do bebê que podem ser confundidas com restos de leite,
  • Choro constante por conta do desconforto para a criança,
  • Febre acima de 38ºC,
  • Dor ou ardor quando se formam as feridas,
  • Dificuldade para engolir e inchaço na garganta que geralmente acontece quando a infestação alcança a garganta e até mesmo o esôfago.

Como prevenir a candidíase oral nos bebês  – somente as mães que já tiveram uma experiência com os filhos infectados com a candidíase oral sabem dizer dos transtornos passados pela criança. Por isso, é importante prevenir essas infestações e, para isso, podemos passar algumas dicas, tais como:

  • Os pais devem se cuidar primeiro, pois se estiverem infectados, facilmente poderão passar essa infestação para a criança.
  • Cuidados com a higiene bucal da criança também são importantes para prevenir.
  • Mantenha a criança bem nutrida para favorecer o desenvolvimento do sistema imunológico do pequeno.
  • Fique atento a qualquer indisposição da criança, especialmente quando ela saliva além de normal.
  • O alimento materno para o bebê é fundamental para que ele se mantenha mais protegido até que o seu sistema de defesa esteja bem formado para se defender sozinho.

Daktarin Gel Oral para Bebê

Daktarin Gel Oral é um remédio para Candidíase na boca que é recomendado tanto para crianças a partir dos 6 meses de vida como para adultos. Com ação antifúngica, esse medicamento age sobre as células dos fungos causadores da candidíase levando-os à morte.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama de gel contém 20 mg de Nitrato de Miconazol.

Como usar esse medicamento – esse medicamento que pode ser usado tanto em bebês como para adultos, deve ser usado da seguinte forma:

Higienize bem as mãos antes de começar a mexer com o medicamento. A aplicação pode ser feita com a ajuda de uma haste flexível ou uma mexa de algodão na falta de um cotonete. O gel deve ser espalhado na parte interna da boca, uma quantidade suficiente para cobrir toda a área a ser tratada.

Atenção – o medicamento não deve ser engolido imediatamente. Por isso, mantenha-o na boca o maior tempo possível para que ele possa agir com maior eficácia.

  • Bebês com idade de 6 meses a 2 anos – aplique 1/4 de colher (chá) do gel, 4 vezes ao dia, sempre após as refeições. Cada dose deve ser dividida em pequenas porções para ser aplicado diretamente sobre as áreas afetadas.
  • Crianças com 2 anos para cima e adultos – aplique 1/2 colher (chá) do gel, 4 vezes ao dia, sempre após às refeições.

O tratamento com esse medicamento deve ser mantido por pelo menos 7 dias após o desaparecimento dos sintomas para evitar uma recidiva dessa infestação.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar nos bebês e crianças são:

  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Regurgitação.

Contra-indicação – Daktarin Gel é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para crianças menores de 6 meses de idade,
  • Para bebês em que o reflexo da deglutição ainda não está bem desenvolvido.

Valor desse medicamento – a embalagem com 40 gramas de Daktarin Gel Oral tem um valor aproximado de R$ 35,00 reais.

Fluconazol Cápsulas para Adultos

Fluconazol é mais um remédio para Candidíase na boca com ação antifúngica que poderá ser recomendada para tratamento da Candidíase Oral, em adultos. Por conta de sua fórmula muito eficaz, ele também pode combater a candidíase vaginal, uma vez que é muito poderoso para combater o fungo Candida Albicans, entre outros fungos.

Substância ativa nesse medicamento – cada cápsula desse medicamento contém 150 mg de Fluconazol.

Como usar esse medicamento – para combater o fungo Albicans responsável pela Candidíase oral ou vaginal, em geral, a recomendação é de 1 comprimido de Fluconazol 150 mg por um período de 2 a 4 semanas. Porém, essa recomendação vai depender da intensidade da infestação, por isso, é imprescindível que antes de iniciar qualquer tratamento, busque-se por um médico infectologista para recomendar o tratamento ideal.

Efeitos adversos desse medicamento – alguns dois efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Dor na barriga,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Diarreia,
  • Alteração nas funções hepáticas,
  • Dificuldade para respirar,
  • Inchaço das pálpebras, lábios, face,
  • Coceira pelo corpo,
  • Icterícia,

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pessoas que apresentam alguma sensibilidade à fórmula do medicamento,
  • Para mulheres no período de gestação, salvo a orientação do ginecologista,
  • Para mulheres no período de amamentação,
  • Para pacientes que fazem uso de outros medicamentos como o Cisaprida, Pimozida, Eritromicina, Quinidina ou Astemizol.

Valor desse medicamento – a embalagem com 2 cápsulas de Fluconazol 150 mg tem um valor aproximado de R$ 17,00 reais.

Remédio Nistatina Liquida Solução Oral

Nistatina na forma de suspensão oral é mais um medicamento com ação antifúngica que vamos encontrar no mercado. Graças a sua eficácia nos tratamentos Nistatina é muito recomendado para tratar de infecções fúngicas provocadas pelo fungo Candida Albicans em crianças e adultos.

Esse medicamento tem apenas ação antifúngica, não pode agir no combate a bactérias, vírus ou protozoários. Nistatina age sobre a parede das células do fungos sensíveis causando a morte dos mesmos.

Substância ativa nesse medicamento – cada ml de suspensão oral contém 100.000 UI de Nistatina.

Nota – esse medicamento também é encontrado no mercado na forma de creme vaginal para tratar da Candidíase Vaginal.

Como usar esse medicamento – Nistatina suspensão oral, geralmente é recomendada pelos médicos para ser administrada da seguinte forma:

  • Bebês prematuros e neonatos de baixo peso – a dose geralmente recomendada é de 1 ml, administrada 4 vezes ao dia.
  • Bebês que estão sendo amamentados – a dose geralmente recomendada é de 1 a 2 ml, administrada 4 vezes ao dia.
  • Crianças e adultos – a dose geralmente recomendada varia de 1 a 6 ml, administradas 4 vezes ao dia. Essa variação de dosagem vai depender da gravidade da infestação.

O tratamento com a solução oral de Nistatina, sempre que possível, deve ser feito com bochechos, com o medicamento mantido na boca por algum tempo antes de ser engolido. Para lactentes e crianças, a dosagem a ser aplicada deve ser repartida para cada lado da boca para favorecer o tratamento.

Com respeito ao tempo de tratamento com Nistatina solução oral, este deverá ser recomendado pelo médico, pois poderá variar de acordo com a gravidade do problema.

Efeitos adversos desse medicamento – alguns dos efeitos adversos que esse medicamento na forma de solução oral pode apresentar são:

  • Problemas gastrintestinais,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Diarreia,
  • Urticária na pele,
  • entre outros efeitos indesejáveis.

Contra-indicações – Nistatina na forma de solução oral é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para pessoas sensíveis a fórmula do medicamento,
  • Para pessoas que infectadas por micoses sistêmicas,
  • Para pessoas com diabetes.

Valor desse medicamento – a embalagem com 50 ml de Nistatina suspensão oral tem um valor aproximado de R$ 25,00 reais.

Leia também