Remédio Ritalina para Estudantes, Conheça mais

É normal neste mundo tão competitivo a capacidade de se sobressair a tudo, desde a capacidade de raciocinar de maneira mais rápida até a necessidade de resistir a horas e horas de estudo para que se possa ganhar destaque  nos estudos, no mercado de trabalho, enfim, honra, muita honra e mérito. E, consequentemente, as pessoas correm muito atrás de se autoafirmar de alguma forma.

E é bem aí que entra a nossa conversa sobre Remédio Ritalina para Estudantes, um dos artifícios usados pela juventude para aumentar a concentração e eficácia nos estudos, melhor capacidade de memorização, controle da ansiedade, mais produção no trabalho, bons resultados nos vestibulares, em concursos e por ai vai.

Mas a questão é, tudo bem que se queira vencer na vida, vencer os desafios, e superar tanta competição para conquistar um ‘lugar ao sol’, mas será que é uma boa ideia tomar Ritalina para isso? Será que ela vai ajudar de fato? Ela faz bem? Ela turbina a mente de maneira saudável? Vamos ver o que concluímos sobre este assunto até o final deste post.

Qual o Princípio Ativo

Bom, a Ritalina é uma droga considerada tarja preta que foi criada na década de 5o com o único objetivo de tratar crianças com TDAH, ou seja, com Transtorno e Déficit de Atenção e Hiperatividade.

O negócio é que a pouco tempo se popularizou com o intuito de fazer com que estudantes pudessem manter o foco por longo tempo de estudo. E acabou virando basicamente uma ‘moda’.

O medicamento traz como princípio ativo o Cloridrato de Metilfenidato, que acelera a atividade dos neurotransmissores dopamina e noradrenalina, o que faz com que o indivíduo fique mais ligado, ou com maior capacidade de concentração. Neste caso a dispersão e agitação são bem controladas.

Ritalina para Estudar

Muita gente considera a Ritalina como a ‘pílula da inteligência’ ou ‘droga dos estudantes’, uma vez que age no processamento de informações, e por isso tão comum entre estudantes, principalmente em cursos que exigem mais como Medicina, por exemplo, concurseiros e mais.

Mas médicos especialistas, não aconselham o uso de Ritalina para estudar, sem uma comprovação prévia da necessidade do uso dessa droga. Isso porque não existem estudos confirmados sobre a real eficácia deste medicamento na concentração e foco de pessoas consideradas saudáveis.

Segundo pesquisa realizada por Antônio José dos Santos, um pisicólogo, o uso indevido da Ritalina pode causar o ‘efeito zumbi’, quando a pessoa fica completamente desorientada em tempo e espaço. E por outro lado pode ainda causar sonolência, vômitos, tonturas, náuseas e dores de cabeça.

Para que Serve

A principal indicação deste medicamento, como já disse, é para atenuar os sintomas de TDAH, proporcionando alto grau de concentração, de memorização e controle da ansiedade. 

Também tem a capacidade de diminuir os quadros de depressão, baixa auto estima e dificuldades de ajustamento.

Ainda estão sendo feitos estudos para garantir seu uso em outras situações como distúrbios do sono, mudança de estado de consciência e depressão apática.

É bom para Memória

Segundo pesquisas realizadas por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP, concluiu-se que esta droga não tem nenhum poder positivo em relação as funções cognitivas ou melhora na memória de pessoas que não possuem o Transtorno de Déficit de Atenção e hiperatividade.

Para Transtorno de Deficit de Atenção

Como já disse, e volto a repetir, a principal indicação deste medicamento é justamente para atenuar os sintomas em crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH. E foi criada na década de 50 justamente para este fim.

Para Hiperatividade

Sim, ela também é indicada para o tratamento de pessoas com Hiperatividade, especialmente as crianças.

Seus Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais deste medicamento são muitos, e é preciso ter a consciência do que este medicamento pode fazer em você e não por você e analisar se realmente compensa. Veja alguns dos principais efeitos:

  1. Dependência – Este medicamento deixa você completamente dependente, pois ela atua diretamente no sistema nervoso, e seus efeitos são tão drásticos, que a pessoa poderá ser dependente pelo resto da vida.
  2. Efeito Rebote – ao parar de tomar este medicamento sem nenhuma precaução, o efeito rebote, certamente vem. E este se resume em diminuição na capacidade de compreender ou assimilar as coisas, comprometimento negativo para os estudos e o pior, uma depressão quase impossível de ser revertida com medicamentos.
  3. Fins comuns – este ainda provoca taquicardia e outros problemas do coração, dores no peito, perda da libido, anemia, distúrbios do sistema linfático, náusea, insônia, falta de apetite e depressão, e problemas psiquiátricos.

Sem contar que existe ainda muita falsificação deste medicamento aqui no Brasil, uma vez que tem muita gente procurando e muitos outros querendo ganhar dinheiro de maneira fácil. Especialmente quando são compradas sem receita médica.

Quanto Custa

O custo deste medicamento pode variar mas em média é de 76,00 reais, mais ou menos a Ritalina 10mg com 60 comprimidos.

Então é isso, agora você já sabe que Remédio Ritalina para Estudantes não se brinca, pois ela pode trazer efeitos muito negativos para sua vida, e que podem ficar para sempre. Tome cuidado, e não invista em  algo que pode destruir sua saúde, pois afinal, do que adianta se não terá condições de aproveitar depois?

Leia também:
Remédio Cloridrato de Fluoxetina Antidressivo que Emagrece

Remédio Bupropiona para Parar de Fumar e ansiedade

Enjoo na Gravidez, Remédio para Aliviar os Sintomas

Remédio para Azia e Refluxo, Causas, Medicação Certa

Remédio e Pomada para Rubéola na pele, ( Nomes, Tratamento )