Remédios para Cólicas e gases em bebê, Nomes

Embora não se trate de uma doença, as cólicas e gases em bebê, certamente apresentam muito desconforto. Para entender isso, basta nos colocarmos no lugar dos pequenos e isso, que nós, pelo menos podemos agir, elas não.

As cólicas e gases em bebês costumam surgir ainda no primeiro mês de vida. Embora seja difícil para a mãe se dar conta disso, alguns sintomas bem característicos podem ajudar a entender isso.

As cólicas acompanhadas dos gases aparecem naturalmente no início da vida do ser humano. Isso certamente acontece porquê o organismo da criança ainda não se encontra inteiramente desenvolvido.

Se nós adultos, podemos enfrentar algum problema digestivo por ingerirmos algo que nos faz mal, imaginem os pequenos então.

Portanto, quando o assunto tem a ver com as cólicas e também os gases nos bebês, tem muita coisa para aprender. Por isso, vamos aqui tecer alguns comentários para deixar esse assunto mais conhecido.

Além disso, vamos falar de algumas opções em remédios que podem ser úteis para aliviar esse desconforto nas crianças.

 

O que é a cólica

 

A cólica é um problema bastante comum nos bebês e costuma acontecer ainda antes que ele complete 1 mês de vida. Com maior ou menor intensidade, esse desconforto digestivo, costuma acompanhá-la até os 6 meses de vida.

No bebê, todo o organismo ainda está se desenvolvendo, mesmo depois do nascimento. Portanto, também o sistema digestivo não funciona direito.

O choro é um dos principais sinais das cólicas
O choro é um dos principais sinais das cólicas

Por não estar totalmente desenvolvido, também fica mais difícil que ocorram os movimentos peristálticos  do sistema digestivo. Por isso, o intestino encontra maior dificuldade para expulsar as fezes e gases, o que provoca o desconforto.

Portanto, pode-se dizer que é muito normal ocorrer as cólicas, gases, refluxo e outros desconforto na criança. No entanto, esse desconforto, certamente não pode ser exagerado.

 

Causas dos gases

 

Todos os bebês tem gases. Na verdade, isso é perfeitamente normal em qualquer ser humano, independente da idade.

No entanto, em alguns bebês esse sintoma é mais presente que em outros, da mesma forma acontecendo com os adultos. Além disso, alguns bebês sofrem menos desconforto do que outros que tem maior dificuldade para soltá-los.

A princípio, não existe motivos para preocupação. No entanto, se o bebê sente-se incomodado, chora com maior frequência, é importante ficar atento.

Esses sintomas, combinados com alguns outros, podem ser motivados pelas cólicas e gases no bebê. Nesse caso, é importante ficar atento e procurar saber o que, de fato, está acontecendo para então, buscar uma solução.

Com toda a certeza, as cólicas e gases no bebê tem muito a ver com a alimentação. Além disso, sabemos que o sistema digestivo da criança ainda não está bem desenvolvido.

Então, a ingestão de alguns alimentos como, por exemplo, os derivados do leite bovino, podem favorecer esse desconforto ao bebê. Ainda convém lembrar, que alguns alimentos que a mãe ingere, influenciam na saúde do bebê por conta do leite materno.

Além disso, não podemos descartar a hipótese de as cólicas surgirem por conta do ar que o bebê engole quando chora. Tem ainda a possibilidade de ele não ter arrotado o suficiente após ser amamentado.

Sintomas no Bebê

 

Na verdade, o bebê quando chora, pode até nem ter um motivo justo, pois, quem sabe, apenas está buscando por um mimo.

Entretanto, existem alguns sintomas que precisamos conhecer no bebê que podem apontar que ele está com cólicas.

Os sintomas mais comuns são:

  • Enquanto chora, o bebê “esperneia”, ou seja, encolhe e estica as pernas, por vezes desesperado.
  • O bebê arqueia as costas, pois busca por uma solução natural para conter o desconforto.
  • Mexe os braços e pernas. Nesse caso, diferente de quando pede colo, pois são gestos de quem pede socorro.
  • O rosto do bebê fica mais corado ou avermelhado enquanto chora, tamanho é o seu desespero por conta da dor.
  • Fecha as mãozinhas como querendo se agarrar a alguma coisa para conter as dores.
  • A barriga do bebê apresenta algum inchaço, bem diferente do normal. Além disso, as vezes ele solta gases.

Melhores posições para o bebê

 

Dicas que nossos avós aproveitaram, ainda hoje são muito úteis para ajudar a aliviar o desconforto das cólicas e gases em bebê. Ao serem lembradas e utilizadas, certamente contribuirão para solucionar o problema.

  • Acomode o bebê sobre as suas pernas. Segure-o com uma das mãos na altura do pescoço e com a outra, dê algumas palmadas leves nas suas costas.
  • Incline o bebê sobre o seu braço dirigindo sua cabeça para a frente. Com uma das mãos, cubra sua barriga e com a outra dê algumas palmadinhas nas suas costas.
  • Pegue o bebê nos braços mantendo-o na posição vertical com a cabecinha sobre seus ombros. Segure-o com uma das mãos e com a outra, dê algumas palmadas nas costas, sempre com muito cuidado.

Essas são apenas algumas dicas para posicionar o bebê para que ele arrote e fique mais prevenido das cólicas e gases.

As vezes ainda, basta manter a criança no colo e andar enquanto ela se distrai. Nesse caso, mantenha sua cabecinha sempre erguida para que em poucos minutos ela arrote e sinta-se aliviada dos gases.

Nota – nessa hora, previna-se com uma toalha para que ela não regurgite em sua roupa.

 

A Importância das massagens

 

As massagens bem elaboradas para o desconforto provocado pelas cólicas e gases em bebê são por demais importantes. Veja abaixo os benefícios que elas oferecem:

  • Massagens bem feitas estimulam o movimento intestinal, favorecendo a evacuação,
  • Com as massagens, o próprio sistema digestivo do bebê vai funcionar melhor,
  • Com as massagens, o inchaço abdominal diminui para o alívio do desconforto,
  • Uma massagem bem feita no bebê, provoca o relaxamento e reduz a ansiedade e tensão muscular,
  • A massagem também promove o fortalecimento dos laços de amor entre pais e filho,
  • As massagens também estimulam a produção de endorfinas no bebê, promovendo um maior bem estar para a criança.

No entanto, uma massagem precisa ser feita de forma correta, com movimentos lentos e bem ritmados. Além disso, cuidado para não machucar a criança pressionando demais seu abdômen.

As massagens podem ser feitas sempre que necessário ou então pelo menos 2 vezes ao dia.

Remédio Colic Calm

 

Colic Calm é uma das boas opções em medicamento encontrado no mercado para promover o alívio das cólicas e gases em bebê. O medicamento é de fácil aceitação pelos bebês, pois apresenta um sabor bem agradável.

Além disso, graças à sua fórmula, Colic Calm proporciona um alívio imediato das cólicas devolvendo a alegria ao bebê.

Como resultado da eficácia desse medicamento, Coli Calm também é recomendado para ajudar no sistema digestivo do bebê. O medicamento favorece quando chega o momento em que a criança passará a ingerir outros alimentos.

Composição – Colic Calm apresenta uma fórmula bem natural com os seguintes ingredientes:

  • Flor de Camomila,
  • Erva-doce,
  • Cominho,
  • Gengibre,
  • Hortelã,
  • Aloe vera,
  • Abrunheiro,
  • Erva cidreira,
  • Carvão vegetal.

Como usar esse medicamento – em geral a recomendação médica para esse medicamento é a seguinte:

  • Bebês com menos de 9 kg – recomenda-se 1/4 de colher (chá),
  • Bebês com mais de 9 kg – recomenda-se 1/2 colher (chá) de.

Depois de administrar o produto, cuide para fechar o frasco corretamente.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado para crianças com sensibilidade aos componentes da fórmula.

Remédio Colikids

 

Colikids é um medicamento a base de probióticos, muito recomendado para o equilíbrio da flora intestinal.

Substância ativa nesse medicamento – esse produto contém lactobacilos

remédio colikids
Reuteri.

Como usar esse medicamento – recomenda-se a ingestão de 5 gotas de Colikids ao dia, nunca excedendo a essa dosagem.

Esse produto deve ser misturado ao leite ou água em temperatura fria ou temperatura ambiente.

Não misture Colikids com líquidos ou comida quente, pois poderá comprometer a ação do lactobacilo.

Valor desse produto – a embalagem com 5 ml de Colikids tem um valor aproximado de R$ 98,00 reais.

Mylicon Gotas

 

Mylicon Gotas é um medicamento na forma de suspensão oral que pode ser recomendado para aliviar os sintomas de gases. Esse medicamento pode usado por bebês, crianças e adultos.

Substância ativa nesse medicamento – cada ml de Mylicon gotas contém 75

Mylicos gotas para cólicas
mg de Simeticona.

Como usar esse medicamento – para crianças de até 2 anos de idade, a recomendação é de 2 a 3 gotas de Mylicon, 3 vezes ao dia.

Lembrete – Mylicon gotas é muito eficaz para combater os gases nas crianças, eliminando as bolhas de ar que se formam no intestino. No entanto, é importante que se faça massagens no abdômen da criança para resolver o problema.

Efeitos adversos desse medicamento – Mylicon é um medicamento que não é absorvido pelo organismo. No entanto, podem surgir alguns efeitos adversos, tais como:

  • Prisão de ventre,
  • Enjoos.

Valor desse medicamento – a embalagem com 15 ml de Mylicon Gotas tem um valor aproximado de R$27,00 reais.

 

Flatuliv – Simeticona 75 mg

 

Flatuliv é mais um medicamento que vamos encontrar no mercado que é recomendado para tratar de problemas intestinais. Flatuliv age no organismo diminuindo a tensão dos líquidos digestivos, rompendo as bolhas de ar, combatendo os gases.

Além disso, ele também alivia outros sintomas desconfortáveis  provocados

Flatuliv gotas
pela prisão de ventre.

Substância ativa nesse medicamento – cada ml desse medicamento contém 75 mg de Simeticona.

Como usar esse medicamento – esse medicamento pode ser colocado diretamente na boca do bebê ou diluído e um pouco de água.

Em geral, para crianças até 2 anos de idade, a recomendação médica é de 5 gotas a cada 6 horas.

Reações adversas desse medicamento – as reações adversas mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Diarreia,
  • Náuseas,
  • Regurgitação,
  • Vômitos.

 

Valor desse medicamento – a embalagem com 15 ml de Flatuliv gotas tem um valor aproximado de R$ 17,00 reais.

Diferenciando o choro de fome e choro de Cólicas

 

Saber diferenciar o choro do bebê e entender se é de fome, cólicas ou por outro motivo qualquer é por demais, importante. Principalmente para os pais inexperientes, certamente que essa é uma missão um tanto difícil.

Por isso, primeiramente é preciso manter a calma e então procurar investigar por conta própria o que, de fato está acontecendo. No começo, pode ser mais complicado, mas logo, se aprende.

Felizmente, essa habilidade as mães conseguem desenvolver, só precisa um pouco de paciência. Além disso, existem algumas reações bem características do bebê que ajudam a identificar quando ele está com cólicas.

Da mesma forma, também existem reações mais características que o bebê vai manifestar para outras razões do seu choro.

Chorar é o único jeito que a criança tem para manifestar que algo está errado. Por isso, tenha calma e avalie com carinho o que pode estar acontecendo.


Leia também