Vacina BCG reações no bebê, como cuidar

 

Hoje vamos tratar de um assunto importante para a saúde humana que é a Vacina BCG. Essa vacina é uma das primeiras que deverá ser administrada no bebê, portanto, logo ao nascer.

E se você ainda não está bem inteirado (a) dessa vacina, o que previne, as reações, e de como cuidar do bebê após tomar a vacinação, aqui vamos te ajudar deixando tudo detalhado, ok?

Você  sabe o que é a vacina BCG e para que serve?

 

Criada no ano de 1921 a BCG (Bacilo Calmette-Guérin) é indicada para proteger a criança contra a Tuberculose, uma doença infectocontagiosa que ataca especialmente os pulmões. No entanto também podem afetar outros órgãos.

A princípio, a vacina era administrada via oral. No entanto, a partir de 1968, essa vacina passou a ser administrada nas crianças por via intra-derme, sempre no braço direito na parte inferior da região Deltoide.

Como se sabe, a Tuberculose é uma doença perigosa que já vitimou muita gente em décadas passadas, e agora podemos evitar através da vacina.

O causador da Tuberculose é o Bacilo de Kock ou pelo Mycobacterium bovis que  normalmente atacam os pulmões. Como adiantamos, a doença também pode atacar outras partes do organismo.

Entre os demais órgãos que a doença ataca estão as membranas que envolvem o cérebro causando as meningites tuberculosa e miliar. Por se espalhar por outros órgãos, a doença também pode infectar os ossos e os rins.

Como acontece a transmissão da Tuberculose

A Tuberculose é uma doença transmitida de forma direta, ou seja, de pessoa para pessoa. Por isso, é importante ficar atento quando é necessário frequentar locais com grande aglomeração de pessoas.

A transmissão da doença acontece quando o indivíduo infectado expele gotículas de saliva no momento de conversar, tossir ou espirrar. Nessas gotículas de saliva se encontram o agente infeccioso e podem ser facilmente aspiradas por outro indivíduo, ocorrendo a contaminação.

Ademais, um indivíduo com o sistema imunológico por algum motivo debilitado, fica ainda mais susceptível ao contágio.

Sabendo disso, você que é pai ou mãe, tente imaginar quantas pessoas poderão chegar à volta de seu filho pequeno e que podem estar infectado. Por isso, é por demais importante que o bebê seja imunizado o quanto antes, preferencialmente ainda enquanto está na maternidade do hospital.

Entre os sintomas que a Tuberculose pode apresentar estão:

  • Falta de Apetite,
  • Tosse seca,
  • Emagrecimento,
  • Fraqueza,
  • entre outros sintomas.

Quando ocorre a contaminação, o tratamento poderá levar até 6 meses, com muitos constrangimentos ao paciente.

Composição da Vacina

 

Ela é composta pelo Bacilo Calmette Guérrin, que de onde se origina BCG, e é obtida através do enfraquecimento de uma das bactérias causadoras da tuberculose.

Além disso, a vacina é composta de glutamato de sódio e da solução fisiológica a 0,9%.

Como tomar essa vacina

A  BCG  é uma vacina que é injetada via intradérmica, ou seja, em pequenos volumes na parte superficial da pele com uma agulha muito fina.

Quem pode tomar essa Vacina BCG?

Essa é uma vacina que é obrigatória para todas as crianças, e indicada somente acima de 2kg.

Logo após o nascimento do bebê ela já deve ser aplicada, e caso não seja possível, é importante saber que não deverá ultrapassar o primeiro mês de vida do bebê.

Outro fator importante, é que em locais onde a incidência da doença é muito grande, as crianças de 6 a 7 anos de idade também devem tomar a vacina, especialmente por conta da iniciação em âmbito escolar.

Em suma, todas as pessoas devem ser vacinadas, quando nascem ou em caso de riscos de epidemias.

Quem sofre de qualquer idade que tenham convivência com pessoas que sofrem de hanseníase também devem tomar.

E estrangeiros que estejam se mudando para o Brasil.

Quem não deve tomar a Vacina BCG ?

  • Somente bebês prematuros com peso abaixo de 2kg
  • Que tenham algum problema na pele
  • Bebês cuja a mãe tomou na gravidez medicamentos que possam causar imunodepressão do feto durante o período de gestação
  • Pessoas imunodeprimidas

Agravante da Vacina BCG

 

Apesar de ser rara, existe uma situação bastante complicada, em que o recém nascido apresenta deficiência da imunidade celular, e isso pode ser um agravante para a infecção causada pelo Bacilo da vacina.

Nestes casos, a criança deverá ser tratada imediatamente, ou seja, com urgência.

Quais são as reações da Vacina BCG no bebê ?

No momento da aplicação da vacina BCG a criança sente apenas uma leve ardência, não necessariamente uma dor. No entanto, mais tarde poderá surgir algumas reações que, mesmo assim, são consideradas normais, tais como:

  • Um pequeno inchaço com uma cor avermelhada na pele,no local da aplicação. Em pouco tempo, essa coloração avermelhada da lugar para uma pequena vesícula e dentro de aproximadamente 30 dias, surge uma pequena úlcera.

Em geral, esse tipo de reação desaparece no mais tardar em 5 meses. Como resultado disso, pode ficar uma pequena cicatriz muito superficial com diâmetro de 2 a 10 mm, mas dificilmente deixa uma ferida.

Apesar de raro, não se pode descartar a ideia do aumento dos linfonodos axilares no período de 2 a 4 meses após a imunização. E mesmo que isso aconteça, ainda mais raro são os casos de uma supuração.

Também não podemos descartar a possibilidade de surgir uma queloide ou reações lupoides na pele no local da vacinação.

Apesar de ser incomum, ainda em algumas situações, algumas crianças podem apresentar uma reação mais severa com ferida maiores e purulentas no local da vacinação.

Com esse tipo de reação da vacina, surgirão as ínguas nas axilas e isso, exige que a criança seja levada às pressas para avaliação médica.

Cuidados antes da aplicação da vacina contra a Tuberculose

Certamente que devem ser observados alguns cuidados antes de administrar a vacina em uma criança. Veja sobre esses cuidados abaixo:

  • Higienizar as mãos com água e sabão. Esse procedimento é muito normal sempre que se trata de cuidados com a saúde.
  • Preparar a vacina de acordo com a recomendação.
  • Preparar a criança para ser vacinada e para isso, melhor é pedir ajuda do acompanhante.
  • Fazer a limpeza da pele no local da aplicação da vacina. Sabemos que a pele é constantemente habitada por micro-organismos que precisam ser evitados.

Por isso, é por demais importante fazer a devida higienização do local onde a vacina será aplicada para evitar possíveis infecções.

  • Segure firmemente o braço, distendendo a região deltoide direito entre os dedos polegar e indicador.
  • Segure a seringa com o bisel da agulha para cima coincidindo com o lado da graduação da seringa, formando um ângulo de 15°.
  • Introduza a agulha na camada superficial da pele até que o bisel desapareça.
  • Injete a vacina lentamente enquanto pressiona a extremidade do embolo com o polegar.
  • Por fim, retire a agulha da pele. Porém, tenha o cuidado para não fazer compressão no local.

Quais devem ser os cuidados após aplicação

 

É preciso ter cuidado com a pele no local da vacina:

  • Após a vacina, pois antes não exige nenhum cuidado
  • Jamais deve ser apertado ou estourado o nódulo ou bolinha que aparece no local
  • E o local deverá ser limpo com água e sabão normalmente durante o banho
  • Não se deve colocar nenhum outro produto ou medicamento sobre o local da aplicação da vacina.

Quantas doses da Vacina BCG  são?

No Brasil, por muitos, recomendava-se a vacinação em doses, pois acreditava-se que ela com o tempo perdia seu poder de ação. No entanto, com o passar dos anos, após alguns estudos, constatou-se a qualidade da vacina em uma única dose.

Por isso, hoje, quando se trata de proteger a criança contra a Tuberculose, basta uma dose apenas da vacina para proteger até 80% contra as formas graves e disseminadas da doença.

Portanto, uma dose apenas da vacina é quase que inteiramente eficaz para combater a Meningite Tuberculosa e a Tuberculose Miliar.

Infelizmente, quando se trata de Tuberculose Pulmonar, as expectativas são mais variáveis de pessoa para pessoa e também de um país para outro.

No entanto, é importante que os pais sejam conscientes e cuidem da carteira de vacinação da criança, pois em caso de dúvida se ela foi ou não vacinada, esse documento poderá comprovar a imunização ou não.

Assim, especialmente em regiões com uma maior prevalência da doença, se existirem dúvidas de que a criança foi ou não vacinada, esta precisará tomar a vacina novamente quando chegar na idade escolar.

Outras condições para que a vacina seja necessária

Ainda em outras situações em que pessoas de qualquer idade que não tenham certeza de terem sido imunizados no passado, é importante tomar a vacina quando:

  • Quando convivem com pessoas portadores de Hanseníase,
  • Quando convivem com pessoas que chegam de outras regiões do país ou do mundo para o Brasil.

É obrigatória a mancha da Vacina BCG ?

 

Em casos raros pode acontecer de a vacina não deixar nenhuma cicatriz, isso pode acontecer devido:

  • A ineficiência da vacina que pode acontecer em 5% dos casos
  • A vacina foi eficiente, mas não deixou marca perceptível

Se isso acontecer busque o parecer de um profissional da saúde. Caso a vacina não tenha tido efeito, deverá ser repetida a dose após 6 meses, e nunca antes desse período.

No entanto, a ideia de que a falta da cicatriz ou mancha na pele da criança é prova de que ela não tenha causado o efeito necessário, deixou de existir há alguns anos. 

De acordo com alguns estudos constatou-se que não a marca na pele não é uma regra para comprovar a imunização. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a ausência da marca característica, na pele da criança, não está relacionada a falta de imunização.

Portanto, uma vez vacinada, a criança fica protegida sim, independente de apresentar ou não a marca no braço.

Tira dúvidas …

Se porventura, os pais tiverem dúvidas quanto a imunização da criança pela falta da “marquinha” no braço após 6 meses da vacinação, como segurança, melhor é buscar pela ajuda médica. Nesse caso, o médico irá recomendar o exame denominado PPD (Prova Tuberculina Cutânea) que identificará se a criança está ou não imunizada.

Onde pode ser encontrada?

 

Costumeiramente, a vacina BCG, por se tratar de uma vacina obrigatória, é encontrada nas Unidades Básicas de Saúde e também em clínicas privadas de vacinação.

Qual é a eficiência da Vacina BCG ?

 

Apesar de a imunidade da Vacina  não ser de 100%, quando se trata da tuberculose pulmonar, pode servir da prevenção das formas mais graves da doença como a meningite miliar e a meningite tuberculosa, quando aplicada em massa.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, em locais onde a tuberculose é reincidente, a vacinação infantil pode ajudar a prevenir mais de 40 mil casos de meningite tuberculosa.

Isso comprova a importância da vacinação em massa. Toda criança deverá ser vacinada, pois apesar de a tuberculose ter aumentado no Brasil, não se tem registro de casos graves da doença. Isso por conta da vacina que é fornecida para prevenir contra a Tuberculose.

 

 


Leia também