Balão Intragástrico para Perca de peso (Emagrecimento)

Muita gente já tem noção dos riscos que o sobrepeso pode oferecer para a saúde e, por isso, também são muitas as alternativas em tratamento divulgados pela mídia. Dessas alternativas em tratamento, alguns até que garantem bons resultados, porém, outros, além de não oferecer os resultados esperados, ainda podem comprometer a saúde ainda mais.

Mas uma técnica que tem sido usado pela medicina e ganho terreno, é a do Balão Intragástrico para perca de peso, com um número cada vez maior de pessoas que precisam emagrecer, bastante interessados. Por isso, para quem ainda não conhece ou que deseja saber um pouco mais sobre esse tratamento, vamos trazer alguns comentários e deixar nosso amigo leitor melhor informado.

O que o Balão Intragástrico

Denomina-se Balão Intragástrico uma espécie de prótese de silicone muito semelhante a um balão decorativo para festas. Essa prótese ainda murcha, é introduzida no estômago do paciente através de uma endoscopia.

Uma vez no estômago, o balão será inflado com um volume variável de 400 a 900 ml de soro fisiológico. Esse volume vai depender das necessidades que cada paciente apresenta no que diz respeito à perda de peso, uma vez que, quanto maior o volume do balão, menos alimentos o indivíduo deverá ingerir.

Essa é uma técnica recomendada para ajudar o paciente a controlar-se no volume de alimentos que vai ingerir a cada dia. Porém, desde já queremos adiantar que, para reduzir o peso, ou mantê-lo sob controle com saúde, não basta diminuir a quantidade, também é necessário a ingestão de alimentos saudáveis e menos calóricos.

O balão intragástrico fica dentro do seu estômago diminuindo os espaços de armazenamento de alimentos, resultando em saciedade quando se alimentar

Por isso, quando alguém decide-se por esse método para perder peso, precisa antes se conscientizar de que deverá adequar-se a uma dieta saudável, precisando a vezes submeter-se a uma reeducação alimentar, além de habituar-se a outros hábitos de vida saudável como, por exemplo, habituar-se com as atividade físicas diárias.

Quando é Indicado

A técnica do Balão Intragástrico é indicado especialmente para pessoas que precisam perder peso antes de se submeterem a uma cirurgia de redução do estômago. Porém, pacientes mais jovens com idade entre 16 anos e 18 anos de idade ou então pacientes idosos, devem antes, se submeterem a uma avaliação de saúde mais rigorosa para saber se o procedimento será seguro ou não em cada caso.

Com isso, podemos entender que o uso da técnica com o balão para ajudar na perda de peso, só será viável, se cada paciente estiver realmente preparado para as dificuldades que poderão surgir.

Quem não pode por o Balão

Alguns dos fatores que tornam a técnica do balão gástrico inviável ou mesmo perigosa são:

  • Quando o indivíduo tem problemas com hérnia de hiato,
  • Quando o indivíduo sofre de estenose ou divertículo de esôfago,
  • Quando existem lesões que provocam hemorragias como no caso de varizes e angiodisplasias,
  • Em situações com doença inflamatória intestinal,
  • Quando o indivíduo faz uso de medicamentos anti-inflamatórios ou anticoagulantes,
  • Quando o indivíduo faz uso de drogas, mesmo que sejam as bebidas alcoólicas,
  • Quando existe complicações com transtornos psíquicos.
  • Quando, ao realizar os exames prévios para se submeter ao tratamento, o indivíduo, por algum motivo, não se encontrar apto.

Como o balão intragástrico Funciona

Uma vez introduzido e inflado no estômago, o balão vai reduzir o espaço existente no estômago para acomodar os alimentos. Um estômago de tamanho médio costuma ter um volume aproximado de 1,5 litros e com isso, sobrará aproximadamente 60% de espaço dentro do estômago que ficará disponível aos alimentos.

Além disso, o balão restringe a passagem livre de comida e água, retardando a digestão pelo estômago, trazendo uma sensação de saciedade por mais tempo. O dispositivo sozinho não provoca a perda de peso por conta própria, mas ao ocupar uma grande parte do estômago, a pessoa costuma comer menos.

Também precisamos mencionar de que o paciente deverá fazer uso de medicamentos específicos recomendados pelo médico e, além disso, o próprio profissional deverá acompanhar todo o tratamento.

Tipos mais Usados

Existem alguns modelos diferentes de balões intragástricos, porém, no Brasil, nem todos são utilizados. Além disso, cada modelo de balão pode ser recomendado de acordo com as necessidades do paciente.

Para termos uma noção desses materiais, existem até os modelos em forma de comprimidos, próprios para ingerir, que inflam no estômago após ingeridos.

Dos modelos mais convencionais, tem aqueles que são introduzidos no estômago através de uma endoscopia, que serão enchidos com um líquido que geralmente permanecem por até 6 meses.

Ainda com respeito aos balões, também podemos mencionar os modelos ajustáveis que podem ficar até 12 meses no interior do estômago, mas apenas o médico responsável é quem vai determinar o período do tratamento.

Independente do tipo de balão que será usado, é importante que os candidatos ao tratamento tenham em mente uma coisa: O Balão Intragástrico para perda de peso não faz milagres, é preciso que o candidato faça sua parte, inclusive mudando seus hábitos alimentares quando necessário.

Esse tratamento é apenas uma forma de ajudar a perder peso, não a solução do problema. Uma dieta alimentar balanceada, não apenas durante o período do tratamento, mas para o resto da vida, isso sim vai garantir o verdadeiro sucesso para que a pessoa volte a viver com o peso ideal e com saúde.

1 mês com o balão

Nos primeiros dias com o balão, é natural que o paciente apresente alguma reação  com náuseas, vômitos e até uma dor abdominal, pois o estômago, na tentativa de expulsar o corpo estranho (balão) do seu interior, irá produzir mais suco gástrico.

Durante os primeiros 21 dias com o tratamento, o paciente deverá adotar uma dieta líquida apenas e, nesse caso, pode-se optar por líquidos como:

  • Alguns tipos de chá,
  • Caldo de sopas,
  • Isotônico,
  • Água de coco (uma ótima opção como alimento),
  • Água pura, um líquido que não poderá faltar entre os alimentos.

Com respeito ao número de calorias recomendadas ao dia, elas podem variar entre um total de 800 a até 1200 calorias, porém, é o médico que tem a responsabilidade de fazer essa recomendação.

Durante as primeiras semanas de tratamento, a preocupação deve ser redobrada com a hidratação do corpo. Por vezes, o fato de precisarmos nos alimentar apenas com líquidos, faz com que nos esqueçamos de reabastecer o organismo, e não devemos nos ater apenas aos horários das refeições.

Por isso, tenha em mãos uma garrafa de água pura, pois pelo menos esse líquido, não deverá ser esquecido durante o dia.

Ao dar entrada na quarta semana do tratamento, o paciente já poderá incluir algumas opções em alimentos cremosos em sua dieta, tais como, as sopas mais consistentes e mingaus preparados com ingredientes saudáveis.

1 mês com balão intragastrico

Sobre os alimentos sólidos, estes só poderão ser incluídos no cardápio, depois de 30 dias, mas mesmo assim, devem ser ingeridos em pequenas porções.

Após 2 Meses

Com respeito a alimentação, como já citamos acima, os alimentos sólidos já estão liberados a partir da entrada do segundo mês de tratamento, porém é importante ter moderação, e saber o que ingerir entre as opções em alimentos realmente saudáveis. Veja algumas opções entre os alimentos mais recomendados:

  • Arroz integral,
  • Feijões,
  • Frutas à vontade sempre ingeridas com o bagaço,
  • Pães feitos a partir da farinha integral e outros cereais integrais,
  • Lanches naturais diversos,
  • Carne magra – pequenas porções assadas ou cozidas, nunca fritas.

3 meses com Balão Intragástrico

Na medida em que o tempo de tratamento com o balão intragástrico avança, o indivíduo vai se sentir mais confortável, percebendo alguns bons resultados e com mais acostumado com as novas regras na alimentação. Já com 3 meses com o tratamento, o desejo de comer demais está praticamente controlado, mas é importante não descuidar com as opções entre os alimentos e, nesse caso, a regra é alimentar-se menos, sem deixar o organismo desnutrido.

Você perde muito peso, os resultados são maravilhosos

Quanto tempo dura o Tratamento

Quanto ao tempo de duração desse tratamento, como já adiantamos, é bastante variável, pois vai depender de cada paciente e da quantidade de peso que precisará perder. Antes de determinar o período desse tratamento, cada paciente deve submeter-se a alguns exames e também à um preparo psicológico, pois é necessário uma submissão estrita às regras do tratamento, a começar pela dieta alimentar que deverá adotar.

Em geral, existem duas alternativas, podendo ser de um período de 6 meses ou então de 12 meses. 

Quais são as Vantagens

Se comparado com uma cirurgia bariátrica, com certeza podemos obter muitas vantagens com o balão intragástrico, tais como:

  • É um método não invasivo e por isso, também não exige internamento hospitalar. O procedimento é feito no ambulatório, sem mutilação de órgãos,
  • Com esse tratamento, os riscos de desnutrição são menores,
  • Esse é um método que permite a perda de peso com maior rapidez, diferente do que acontece com a cirurgia do estômago sem contar que evita os riscos de complicações ao paciente,
  • A perda média do peso gira em torno de 20% do peso total da pessoa,
  • Trata-se de um procedimento que pode ser repetido quantas vezes se achar necessário, sem riscos ao paciente,
  • O balão pode ser retirado a qualquer momento, através do procedimento endoscópico,
  • Esse tratamento não compromete as atividades físicas do paciente,
  • Por não ser invasivo, o paciente vai ter maior segurança ao se decidir pelo procedimento, diferente do que aconteceria se precisasse optar pela cirurgia bariátrica,
  • O valor do tratamento é mais em conta se comparado à cirurgia.

Desvantagens de sua colocação

Optar pelo método do balão intragástrico para perder peso, é preciso planejamento e, acima de tudo determinação e isso, pode ser a desvantagem que esse tratamento tem a oferecer. Para que o sucesso em perder peso seja real, é preciso uma reforma alimentar, algo que poucas pessoas tem interesse em fazer.

Além disso, para muitas pessoas, essa reforma não é tão simples de fazer e podem precisar de ajuda de nutricionista e até mesmo de psicólogos que deverão acompanhar o paciente mesmo depois da retirada do balão. Somente dessa forma é possível garantir que o tratamento não será perdido.

Mas mesmo parecendo ser desvantajoso, com certeza, com a reforma alimentar, todo o organismo funcionará melhor e a ideia negativa sobre o tratamento, durará pouco.

Preço do Tratamento

O preço para a colocação do balão intragástrico pode variar de R$ 9.000,00 reais a até R$ 14.000,00 reais, quando o balão é inserido ainda vazio no estômago com o processo de endoscopia para depois ser preenchido, geralmente com soro fisiológico misturado a um corante azul (metileno) para dar o volume necessário segundo a necessidade.

Esse procedimento leva em torno de 20 minutos apenas. Como vemos, infelizmente, trata-se de um procedimento que não é para qualquer pessoa, mesmo porquê, não é oferecido pelo SUS e também não é coberto pelos Planos de Saúde.

Leia também